DPZINE Logo
HOME CÍRCULO PARTICIPE CONTATO LINK BLOG FÓRUM SOBRE

3º Capítulo de O Mito da Caverna por Cristiano Gomes

www.dpzine.com www.dpzine.com



www.dpzine.com www.dpzine.com



www.dpzine.com www.dpzine.com



www.dpzine.com www.dpzine.com



www.dpzine.com www.dpzine.com



www.dpzine.com www.dpzine.com



www.dpzine.com www.dpzine.com



www.dpzine.com www.dpzine.com

14 comentários:

Eliezer França Aido disse... 『Responder esse comentário』 12 de dezembro de 2011 08:59

Sempre muito bom! Parabéns, Cristiano!

paulohugo disse... 『Responder esse comentário』 12 de dezembro de 2011 10:49

cara tenho que te da os parabens como sempre ,continua com o estilo porque ta muito bom aquelas paginas inteiras do monstro estao demais e a pagina com a personagen colorida , sem palavras.

Larissa oliveira disse... 『Responder esse comentário』 12 de dezembro de 2011 13:03

Muito bom Mas nem apareceu o rosto dos personagens ainda! Ai quero muito saber como eles sao!!!!!!
É o jeito eh acompanhar rsrs
Otimo como sempre!

Anônimo disse... 『Responder esse comentário』 12 de dezembro de 2011 13:14

Joao V.

uma ideia boa....super criativo, mas muito mal executado...foi jogado no lixo uma historia que daria tudo pra dar certo....está mal explorada...sem falar nos desenhos, que nem considero desenhos......manchas pretas sem detalhes sem acabamento, sem expressao....sem cenario,
se fosse realmente um mangá ou comics tradicional usando uma analogia ao mito da caverna platao e com muitas metaforas talvez ficaria legal.....

Cristiano disse... 『Responder esse comentário』 12 de dezembro de 2011 19:40

Eliezer França,

Valeu mesmo! Espero que continue gostando. :)


paulohugo,

Vou continuar sim, até porque esse estilo é a marca registrada dessa história (até onde sei, ninguém fez uma história assim).

Já tou no 4º capítulo, e pode esperar por mais páginas assim (também foram as que gostei mais de fazer).


Larissa oliveira,

Você é suspeita pra falar, porque é minha amiga. XD

Brincadeira. Desculpa se num deu pra mostrar os rostos deles ainda, mas em breve você terá uma (acredito) boa surpresa sobre isso.

Ou, como diz o Didi:

Aguarde e confie. :D



Anônimo (Joao V.),

Obrigado pela parte da boa idéia!

Na verdade, crei essa história justamente pra fugir do tradicional.

Mas gostei da idéia das metáforas. Sugestão anotada!

Junior Meneses disse... 『Responder esse comentário』 13 de dezembro de 2011 02:51

muito bom mesmo, como sempre né Cristiano.
^^

Fred disse... 『Responder esse comentário』 13 de dezembro de 2011 13:37

O João V. disse que não considera seus desenhos como sendo "desenhos"... Discordo totalmente!
A primeira razão é ser totalmente novo e diferente do que temos aqui neste site e só isto já razão para dar os parabéns por sua arte cristiano, não li a história ainda (não deu tempo), mas assim que ler voltarei aqui e deixarei minha opnião sobre ela!
(dizer que não são desenhos foi triste!)

Larissa oliveira disse... 『Responder esse comentário』 13 de dezembro de 2011 16:46

Concordo totalmente com o Freddy XD Não pq sou sua amiga mas pq realmente eh um estilo diferente Mas sempre havera quem gosta e quem nao gosta XD Eh inevitavel!

Anônimo disse... 『Responder esse comentário』 13 de dezembro de 2011 18:21

li seu manga e a historia ate que eh boa....mas esse negocio de tudo preto, pra representar o mito da caverna axei muito estranho....soh pq eh diferente e foge dos padroes nao quer dizer que seja bom.
na minha opiniao como leitor eu achei ruim, nunca que compraria algo parecido com isso. nao sei qual eh sua intençao como desenhista, se eh seguir carreira ou soh por robin....mas algo assim nunca iria adquirir. a unica coisa que da pra ver eh que vc sabe desenhar muito bem, mas foi infeliz nessa manga ai....digo pra mim....ah quem goste mas eu nao curti.
abraço

Cristiano disse... 『Responder esse comentário』 13 de dezembro de 2011 21:01

Junior Meneses,

Como sempre? Obrigado! E espero que continue sim! (Falando dos próximos capítulos) ^^'


Fred,

Também discordo (óbvio, né, já que sou o autor. XD). Acho que é sempre bom tentar algo novo. Claro que isso nem sempre dá certo. E mesmo quando dá, quase nunca é de primeira. Ainda estou “sintonizando” esse estilo pra ficar bem com essa história, e acredito que estou pegando o jeito com ele.

Mas quem vai julgar isso, se está bom ou ruim, são vocês, leitores.

Obrigado pelos parabéns, e espero merecê-los! ^^


Larissa,

Cê tem toda razão. É bom lembrar que mesmo os estilos já consagrados, como o de Dragon Ball, ou o de Saint Seiya, ou o de Sailormoon (mangás) enfrentam a aversão de vários leitores.

Quem pega um Lobo Solitário pra ler pela primeira vez, pode achar o estilo muito feio, mal desenhado e parecendo até rabiscado. E parece mesmo. O desenhista usava pincel, e desenhava como se estivesse possuído. Sério! ^^

Mas se trata de uma obra de arte, consagrada e endeusada no Japão, tanto pela história, quanto pelo estilo em si.

(Aliás, esse ainda é o meu mangá preferido de todos. E recomendo!)



Anônimo,

Tem toda razão também. “Novo” não é sinônimo de bom. “Tradicional” também não. Então, o que importa no final? Ser novo ou tradicional?

Tanto faz. O que importa é ser bom como um todo.

Alguns lêem um mangá só pela história, e acabam gostando do desenho por associação (é o que acontece muito comigo).

Outros, começam a ler pelo desenho, e acabam gostando da história também (foi o que aconteceu comigo também, que fui ler “The Breaker” pelos desenhos das — lindas — garotas, e acabei gostando também da história — mas só porque é boa).

Então você pode começar a ler (e gostar) de um mangá pelo desenho ou pela história.

É o mesmo que acontece com relação às garotas.

Você pode a princípio preferir as bonitas, mas conhecer uma não tão bonita e começar a gostar dela pelo caráter dela, e achar ela a menina mais linda da Terra toda, e não trocar ela por nenhuma outra, por mais “gata” que seja.

Ou, conhecer uma garota bonita, e achar que é uma convencida (pelo fato da maioria das tidas como bonitas serem mesmo), e depois descobrir que se trata de uma grande pessoa. E se apaixonar por ela.

Assim como acontece com as garotas, tem gosto pra tudo que é estilo.

E nenhum é necessariamente melhor que os outros.

(Eu, particularmente, ligo mais pra história que pra arte)

anime disse... 『Responder esse comentário』 15 de dezembro de 2011 06:03

Cristiano você é o unico daqui na minha opinião você é Osama Tezuka do dpzine por os mais rapido que publica os seus mangás, claro quando lê alguns era antigos mas eu não considero você amador considero o profissonal que muda a cada historia como NIN SAN WAR foi o segundo mangá seu que eu le e era fantastico pela aparencia ser diferente por ser colorido e engraçado mas por encanto o melhor autor do dpzine é você,que pena que nesse site não aceita muito comics se não eu desenharia um estilo cartoon e postaria

Cristiano disse... 『Responder esse comentário』 15 de dezembro de 2011 09:48

anime,

Obrigado por suas palavras! Ser comparado ao Osama Tezuka é uma grande honra, ainda que não merecida (nem no Japão alguém é comparado a ele, que é considerado apenas o "Deus do mangá" ou "manga-sama").

Apesar também de eu não poder ser o melhor daqui. Se fosse pra dizer quem é o melhor, eu não escolheria a mim mesmo. Acho que eu preferia dizer que o melhor é o autor de "Gangues". ^^'

Mas na verdadeira verdade, ninguém pode ser o melhor, pois mesmo do mais iniciante dos autores pode surgir algo genial.

Por isso enfatizo que o principal é a história.*

Pra desenhar bem, você só precisa de dois anos treinando todos os dias (um amigo meu foi do "zero" a ser capaz de fazer modelos 3D perfeitos, esculturas incríveis e pinturas fantásticas nesse tempo).

Mas para escrever uma boa história em quadrinhos, você precisa de tudo o que você vivenciou na vida, + aprender a escrever bem. E isso não é nada fácil.

Pra você ter uma idéia, tou fazendo quadrinhos desde 1999, desenho desde que nasci, mas escrever que é bom,... eu ainda não consigo do jeito que quero.


PS: Quando falo escrever bem, não estou dizendo que você deve saber todas as regras gramaticais e de ortografia, e sim que deve saber contar uma boa história em palavras, pra por isso num roteiro e daí fazer os desenhos.


* Essa minha ideologia não é regra geral. Tem autores que defendem que o desenho importa pelo menos 50%, como por exemplo, o pessoal do Estúdio SH¡!.

m2rodrigues disse... 『Responder esse comentário』 17 de dezembro de 2011 18:48

Correndo o risco de parecer repetitivo: excelente! A arte final (as imagens são muito bonitas), a história, tudo muito legal!

Só o que não é legal é que é uma tortura esperar a continuação... :S

Parabéns, Cris!

Cristiano disse... 『Responder esse comentário』 17 de dezembro de 2011 20:22

Pra mim esse tipo de repetição é o melhor que existe. Então não tem problema ser repetitivo. ^^

Tou terminando o 4º capítulo. Daqui pra amanhã envio pro DPZINE.


Aews! o/

Postar um comentário